TODAS AS NOTÍCIAS
Heineken lança Kaiser Radler para agradar ‘quem não gosta de cerveja’

Com teor alcóolico baixo, de apenas 2%, a nova categoria da bebida no Brasil busca público jovem e ‘geração saúde’

kaiser radler
A Heineken lançou uma nova categoria de cerveja nesta quarta-feira: a Kaiser Radler, com 60% de suco de limão. A empresa não abre a estratégia, mas o produto menos alcoólico e com gosto de limonada revela, nas entrelinhas, que mira os jovens que não apreciam o gosto da cerveja ou a acham muito forte e enjoativa. A bebida tem teor alcoólico de apenas 2% – menos da metade do porcentual encontrado numa uma cerveja pielsen.

A diretora de marcas da Heineken Brasil, Mariana Stanisci, afirmou que o público da Kaiser Radler não tem a ver com faixa etária, mas admitiu que é mais fácil atingir pessoas mais jovens, que têm uma propensão maior a testar novos produtos. “O público-alvo é quem busca frescor, pessoas que têm vida ativa e que estão abertas a novas experiências de sabor”, disse.

A campanha publicitária da nova cerveja, feita pela agência Talent, terá a participação do apresentador Marcelo Tas, que já havia sido garoto-propaganda da Kaiser recentemente, quando a empresa lançou o barril de pressão de 4 litros. As peças publicitárias só serão conhecidas em dezembro e a campanha irá ao ar em janeiro - propositalmente no início do verão, clima propício para a venda de bebidas frias.

A empresa também não quer ligar diretamente a Kaiser Radler à imagem de esportistas, apesar de o próprio nome significar ciclista em alemão. Contudo, o próprio vídeo institucional do lançamento, apresentado à imprensa nesta quarta-feira, faz alusão ao ar livre, esportes e ciclismo, o que leva a crer que mesmo indiretamente, a Heineken quer abrir um canal de comunicação com a “geração saúde” que a cada dia ganha mais adeptos no país e busca uma alimentação mais equilibrada.

A bebida, oferecida nas versões long neck e lata, já está sendo comercializada no Brasil em supermercados, bares e lojas de conveniência.

A empresa não tem preço sugerido para o produto, mas o valor deve estar entre 1,30 real (preço da Kaiser tradicional) e 2,50 (valor cobrado por uma unidade Heineken em supermercados). “É um produto premium e escolhemos a Kaiser para estampar a Randler brasileira pelo seu tamanho – quinta maior marca em volume da Heineken – e potencial”, explicou Mariana Stanisci.

Expansão - Segundo Nuno Teles, vice-presidente de marketing da Heineken Brasil, até o fim de 2014 a versão Radler será lançada em mais 44 países. Desde 2007, quando a primeira cerveja da Heineken do tipo foi lançada na Áustria (Gösser Natur Radle), a categoria já ɠcomercializada em 29 países e responde por 10% do volume de cerveja produzido pela cervejaria. Entre as mais famosas estão Amstel (Holanda, Grécia e Espanha), Maes (Bélgica), Calanda (Suíça) Dreher (Itália), Sagres (Portugal), Pelforth (França), Fosters (Inglaterra e Finlândia) e Primus (Congo).

A versão brasileira da Radler contou com algumas mudanças em relação à europeia, como o limão: por aqui está sendo usado o limão Taiti e não o siciliano, como é usual em outros países. A primeira fábrica a produzir a cerveja é a de Araraquara, SP, mas outras devem se adaptar no próximo ano. A empresa não quis comentar os investimentos do lançamento da marca no Brasil.

 

Fonte: Veja On-line

Comentários

5 thoughts on “Heineken lança Kaiser Radler para agradar ‘quem não gosta de cerveja’

  1. eliane c m carvalho

    Gostei ela muito boa pois nao amarga e seu teor alcoolico e pouco e o sabor do limao muito bom pois essa cerveja ficou perfeita para nao gosta muito de cerveja.Aprovada perfeita,

    Reply
  2. Eliete C de Almeida

    Adoreiiii…. Lembra muito a Radler original da Alemanha… Eu tive a oportunidade de provar a cerveja quando morei na Alemanha….Parabéns …. Eu só queria saber o valor calórico dela… Abç

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Rexam é reconhecida novamente no Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) 05/11/2014

Empresa aproveitou o momento para definir novas metas para 2020       A Rexam, uma das líderes mundiais em latas para bebidas, atualizou sua estrutura de sustentabilidade para alinhar ainda mais seus compromissos com os de seus clientes e outros grupos de interesse. A iniciativa segue estudo de materialidade realizado esse ano e que [...]

Reciclando comportamentos 05/11/2014

São Paulo recebe, no dia 10 de novembro, a quinta edição do Ciclo de Debates Abralatas, evento criado em 2010 para discutir temas relevantes para o desenvolvimento sustentável do país. Tendo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) como pano de fundo, o foco dessa série anual de eventos sempre foi e continuará sendo o [...]

Indutor da sustentabilidade 05/11/2014

Quinta edição do Ciclo de Debates Abralatas aponta base legal para utilizar a Tributação Sustentável como caminho importante para o desenvolvimento sustentável do Brasil O embasamento legal para a utilização de um modelo de Tributação Sustentável no país ajuda a derrubar eventuais barreiras e preconceitos ainda existentes sobre o assunto. A análise jurídica será apresentada [...]

Coleta seletiva 05/11/2014

Pesquisa indica aumento de mais de 100% no número de cidades com programas de coleta de resíduos sólidos O número de municípios brasileiros que realizam coleta seletiva aumentou 109% em quatro anos, desde a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A constatação foi verificada na pesquisa Ciclosoft 2014, realizada pelo Compromisso Empresarial para [...]